Assembleia do Magistério

O Sinsej reitera a convocação a todos os professores e servidores da Secretaria de Educação para a  assembleia que discutirá o calendário para o ano letivo de 2011. Será no auditório do Sinsej, no dia 3/2, às 19h.

Temos exigir a aplicação do calendário elaborado pelos professores em conjunto com o sindicato. Até o momento, a única resposta a Secretaria de Educação ao ofício do sindicato que propunha outro calendário, foi o agendamento de uma audiência com o Secretário de Educação, Marquinhos Fernandes, para a manhã do dia 2/2. Em dezembro do ano passado, nossa manifestação em frente à sede da secretaria já demonstrou a insatisfação com o calendário da Prefeitura.

Precisamos acabar com o trabalho aos sábados, com os plantões nos Centros de Educação Infantil (CEI) e a garantir 15 dias de recesso em julho. No calendário elaborado pelos professores, o período de trabalho é mais curto e com os 200 dias letivos garantidos. Além disso, reuniões pedagógicas e de conselho de classe também podem ser consideradas dias letivo e ainda temos que garantir o respeito às horas atividades, para que tenham utilização adequada respeitando a autonomia do professor, sem cursos ou recuperação. Lembrando que neste ano, uma de nossas principais lutas deve ser pela incorporação do abono e a revisão do plano de carreira do magistério.

Na proposta da Prefeitura, além da extensão dos dias trabalhados para além dos dias letivos a educação está dividida com dois calendários distintos, um para a educação infantil e outros para o ensino fundamental. Para o sindicato, os CEIs não podem ser interpretados como creches, por isso, não há motivo para diferenciação.

Diferente de anos anteriores, a Secretaria de Educação não fez uma consulta ao professores para saber quais as necessidades dos trabalhadores. O calendário foi apresentado pronto, sem margem para discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 10 =