Audiência em Itapoá sinaliza avanços

Categoria avaliará contraproposta em assembleia

Os diretores do Sinsej reuniram-se hoje (24/2) em mesa de negociação com o prefeito de Itapoá, Ervino Sperandio (PSD). A intervenção do sindicato arrancou do chefe do Executivo a sinalização do pagamento de 3,92% de ganho real, além dos 6,08% (INPC) já pagos na folha de janeiro, totalizando 10% de reajuste neste ano. A proposta ainda precisa ser avaliada pelos servidores na assembleia da próxima quarta-feira (29), que ocorrerá às 17h30, no Hotel e Restaurante Pérola.

Além do reajuste salarial, o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, argumentou sobre o reajuste do valor do vale-alimentação e o fim do seu desconto em folha, ampliação do período de licença-prêmio, cumprimento dos 33,33% de hora atividade estabelecidos em lei federal e pagamento de 45 dias de férias para os servidores da educação. Além desses, pauta de reivindicações da categoria possui mais 16 pontos, que não foram discutidos devido à agenda do prefeito.

Sperandio considerou pedidos como o reajuste do vale-alimentação “lamentáveis” e alegou que precisa fazer cálculos antes de responder. Ele afirmou que estará viajando até a próxima quarta-feira, dia da assembleia, e que apenas quando voltar poderá reunir o secretariado e se manifestar sobre as demais reivindicações – apesar da pauta estar protocolada desde 30 de novembro.

A Prefeitura ainda não formalizou a proposta de reajuste por meio de ofício, o que deve ocorrer até quarta. De posse desse documento, o Sinsej colocará a proposta em apreciação pela assembleia, que decidirá se a aceita ou amplia a mobilização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 3 =