Servidores de policlínica denunciam descaso

As condições de trabalho estão insuportáveis na policlínica do bairro Boa Vista, em Joinville, segundo denúncias de servidores ao Sinsej. Eles alegam que a Secretaria da Saúde não adapta a estrutura e o número da equipe técnica à demanda surgida com a contratação de 16 novos médicos. Os trabalhadores estão em condições precárias de trabalho e sobrecarregados.

O volume de pacientes faz com que os servidores não tenham tempo de ir ao banheiro, afirma uma técnica administrativa. Essa situação acontece pois uma norma do Ministério Público levou à contratação de novos médicos. Hoje a policlínica do Boa Vista, que é uma unidade de referência, conta com 50 médicos em atuação. Porém, esta ampliação não foi acompanhada pela expansão do suporte técnico.

O que a unidade precisa

Diante dessa situação, os servidores afirmam improvisar o atendimento. “A gente fica sem saber o que fazer quando o paciente chega, porque não tem material. Temos que nos virar em três”, desabafa um técnico de enfermagem. Ele explica que é preciso mais materiais de enfermagem para procedimentos cirúrgicos e atualização dos equipamentos de informática.

Para condições adequadas de trabalho, a policlínica necessita de mais seis técnicos administrativos e seis técnicos de enfermagem segundo a gerência. Além disso, pede-se a concessão de um motorista e a contratação de mais uma enfermeira. “Já pedimos tudo isso, mas nada foi atendido. Parece que esbarra nas esferas acima da secretária da saúde”, revela uma servidora.

Fim dos improvisos

O presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, esteve na unidade na sexta-feira (19/10). Depois de conversar sobre a situação, Ulrich afirmou que o Sinsej ajudará os servidores. “É preciso cobrar que a Secretaria a adequação das condições de trabalho”, explicou. Nesta semana, será agendada reunião do sindicato e uma comissão de trabalhadores da unidade com a Secretaria da Saúde, Antônia Grigol.

Servidores e sindicato debatem problemas. Foto: Johannes Halter

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =