Trabalhadores do Ittran querem garantir empregos

O Sinsej fez, nesta quarta-feira (5/12), duas reuniões com os trabalhadores do Instituto de Transporte e Trânsito (Ittran). Foram esclarecidas dúvidas sobre estágio probatório. Os diretores do sindicato também informaram sobre o andamento de duas ações judiciais que questionam a transposição da Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville  (Conurb) para o Ittran.

O sindicato entrará como assistente na ação que o Ittran promove para derrubar a liminar de uma ação civil pública do Ministério Público. Essa decisão determina, a partir de novembro, a demissão dos funcionários em 120 dias. O Sinsej já participou como amigo da causa de um processo que combateu uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), a qual afirmava ser preciso exonerar os atuais trabalhadores e abrir novo concurso.

Uma comissão de trabalhadores junto com o Sinsej tem a tarefa de dialogar com o Ministério Público, o desembargador, os juízes e lideranças políticas da região. A finalidade é convencê-los da necessidade de garantir o emprego do Ittran. Será agendada uma reunião com o desembargador em Florianópolis.

Origem do conflito

A (Conurb) foi transformada em Ittran em julho deste ano. O projeto foi polêmico e tramitou rapidamente na Câmara de Vereadores. Logo após a aprovação dos vereadores, o Ministério Público considerou que havia vários problemas. A promotoria acredita ser necessário demitir o atual quadro funcional e abrir novo concurso público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 2 =