Sinsej se reúne com juiz da execução penal

Ontem (13/12) o Sinsej, representado por seu presidente Ulrich Beathalter e pelo advogado Francisco Lessa, em companhia da servidora Rosângela Charão de Oliveira, estiveram em reunião no Fórum de Justiça de Joinville com o Juiz de Direito João Marcos Buch, com o Promotor de Justiça Marcus Vinicius de Faria Ribeiro e com o presidente com Conselho Carcerário de Joinville e servidor público municipal Nasser Haidar Barbosa.

Na oportunidade os presentes trataram do atendimento médico à população carcerária de Joinville, com tantos ou mais problemas que os joinvilenses em geral.

O fato que motivou esta importante reunião foi que o juiz João Marcos Buch há poucos dias determinou por sentença que a servidora Rosângela Charão de Oliveira prestasse consulta a um preso na Unidade Básica de Saúde do Bairro Boemerwaldt, sob pena de prisão, pois a profissional havia deixado de atender o apenado por tratar-se o local de um posto de saúde da família, e por ter a irmã do apenado, que fez o agendamento, já ter sido esclarecida sobre como deveria proceder, já que existe um protocolo municipal que estabelece os procedimentos próprios para o atendimento do preso.

Como decisão prática da reunião ficou acertado que no fim do mês de janeiro próximo, já com a nova direção da saúde municipal, serão discutidos dispositivos para otimizar o atendimento dos presos de Joinville, tendo em vista o represamento da demanda.

Durante a reunião o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, declarou que o atendimento aos apenados é um direito e cabe ao município prestá-lo, mas que deve ser organizado de forma a não colocar em risco os servidores públicos municipais da área.

Texto: Francisco Lessa (Advogado do Sinsej)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 17 =