Servidores do São José marcam paralisação

Os trabalhadores do Hospital São José irão parar novamente nesta sexta-feira (14/02). A decisão foi tomada em assembleia nesta tarde. A motivação foi o não cumprimento do acordo firmado com a Prefeitura dia 5, que buscava acabar com a superlotação. Os servidores haviam dado o prazo de uma semana para conferir se houve diferença. Antes do encontro de hoje, foram contabilizados 100 pacientes, enquanto o limite é de 47.

Como ação imediata, decidiu-se a restrição dos atendimentos a seis pacientes por técnico de enfermagem. Até então, cada um deles estava assumindo mais que ideal. “A medida busca garantir a saúde dos servidores e a qualidade do tratamento aos doentes”, garantiu o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos dos Municípios de Joinville, Garuva e Itapoá (Sinsej), Tarcísio Tomazoni Junior.

A paralisação pode ser suspensa caso a Prefeitura cumpra o acordo até sexta-feira. Nesse caso, os trabalhadores reavaliarão o quadro. Do contrário, os servidores municipais somarão forças com a paralisação marcada para o mesmo dia no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt.

A reivindicação dos funcionários estaduais é uma solução para o calor insuportável. Na instituição municipal, o atendimento será suspenso logo pela manhã. Na parte da tarde, ações conjuntas estão previstas para cobrar soluções tanto do governo municipal, como do governo do estado.

Servidores avaliaram o cumprimento das promessas da Prefeitura | Foto: Johannes Halter
Servidores avaliaram o cumprimento das promessas da Prefeitura | Foto: Johannes Halter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + vinte =