Mais uma injustiça na Fábrica de Tubos

Trabalhadores tiveram período do recesso descontado I Foto: Francine Hellmann
Trabalhadores tiveram período do recesso descontado I Foto: Francine Hellmann

Os servidores da Fábrica de Tubos de Joinville reuniram-se ontem (18/2) novamente com os diretores do sindicato e o coordenador da unidade, Rui Guimarães. Eles denunciaram que a administração descumpriu o acordo feito no ano passado e descontou os dias de recesso entre Natal e Ano Novo da gratificação por produtividade.  

Esses trabalhadores recebem um benefício correspondente à quantidade de produção realizada. Porém, em 2013, precisaram paralisar os serviços para exigir a atualização da lei. Isso porque quando uma máquina quebrava, faltava matéria prima ou a produção parava por qualquer fator que não fosse de responsabilidade deles, o adicional era reduzido.

Após mobilizações dos servidores, diversas reuniões com a chefia direta e com o secretário de Infraestrutura, Romualdo França, decidiu-se que a lei seria modificada. Até a aprovação, o bom senso continuaria sendo a regra. Porém, o coordenador da unidade ainda não enviou a minuta de projeto à secretaria e descontou os dias de recesso, que foram pontos facultativos decretados pelo prefeito. Os trabalhadores ressaltaram que não houve problemas em anos anteriores.

Com a reunião de ontem, Guimarães prometeu pedir à secretaria que o pagamento da produtividade referente ao recesso seja feito mesmo antes da aprovação da nova lei. Os trabalhadores aproveitaram a oportunidade para reclamar das condições de trabalho, do sucateamento das máquinas, da falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) e do número reduzido de servidores na equipe.

O coordenador da fábrica disse que será comprada uma máquina nova, mas que está sendo estudada a contratação de uma empresa privada para operá-la. Diante da notícia, os diretores do sindicato e os trabalhadores deixaram claro que são contra a terceirização. “O pessoal quer trabalhar e pede condições para isso”, disse o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter.

O sindicato ajudará Guimarães a melhorar a redação da minuta do projeto e aguarda que seja agendada uma reunião com o secretário de Infraestrutura. Na terça-feira (25/2), acontecerá um novo encontro com os trabalhadores para informar o andamento das negociações.

Mais Uma Injustiça Na Fábrica De Tubos

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 8 =