Só há negociação depois da assembleia

O Sinsej ressalta não haver qualquer tipo de negociação com a Prefeitura de Joinville sobre a Campanha Salarial 2014. A data-base dos servidores municipais é no mês de maio. Dez assembleias setoriais foram realizadas em fevereiro. O objetivo delas foi elencar os problemas de todos os segmentos.

Uma assembleia geral está agendada para esta quinta-feira (27/02). O evento será às 19 horas, na Câmara de Vereadores. Na oportunidade, os trabalhadores definirão uma pauta de reivindicações, incluindo também o índice salarial solicitado. Somente depois disso, o Sinsej irá procurar o governo Udo Dolhër (PMDB) para debater os termos da negociação.

Qualquer notícia sobre rumos das reivindicações ou índices cobrados, neste momento, não passa de especulação. O curso dos diálogos com o poder Executivo será definido pelas assembleias dos servidores. Serão esses espaços a aceitar ou não as respostas da administração.

Neste momento todas as forças do sindicato estão voltadas para a mobilização para a assembleia. A entidade alerta os servidores para a lição de que apenas com organização e luta as cobranças serão atendidas. O mote da campanha salarial deste ano não se trata de coincidência: “A Luta É Por Todos”. Portanto, é hora de fazer uma grande assembleia dia 27.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze + 12 =