Grande manifestação abriu dia de paralisação hoje

Está nas mãos do prefeito impedir a greve I Foto: Francine Hellmann
Está nas mãos do prefeito impedir a greve I Foto: Francine Hellmann

Cerca de 6 mil servidores municipais de Joinville cruzaram os braços hoje (19/5). A frente da Prefeitura ficou lotada, em uma das maiores manifestações que a categoria já realizou. Os diretores do Sinsej subiram ao gabinete tentar reabrir as negociações, mas não foram atendidos pelo prefeito. De acordo com a equipe de governo, Udo Döhler (PMDB) não estava presente porque não havia horário agendado.

O presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, lembrou que a Prefeitura havia sido comunicada do movimento e que, na última rodada de negociações, o sindicato informou que aguardava ser chamado para a apresentação de uma proposta melhor. Ao fim, uma reunião com Döhler foi marcada para 14h30. Desta forma, os servidores interromperam a assembleia, fizeram uma passeata pelo Centro da cidade e, às 14 horas, voltam a se encontrar em frente à Prefeitura. Após a negociação, eles avaliam se há melhorias suficientes na proposta e votam se entram ou não em greve.

Ato pela manhã foi um dos maiores já realizados pela categoria I Foto: Johannes Halter
Ato pela manhã foi um dos maiores já realizados pela categoria I Foto: Johannes Halter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =