Viva a vida

A advogada do Centro de Direitos Humanos de Joinville, Cynthia Pinto da Luz, publicou hoje (5/9), no Jornal A Notícia, um artigo em defesa dos servidores da Casa Abrigo Viva Rosa e do Abrigo Infanto Juvenil. Esses trabalhadores lutam para manter sua atual carga horária, de 120 horas semanais. A Prefeitura quer impor a eles uma alteração da escala de trabalho, que resultará em uma jornada 40% maior sem nenhuma compensação financeira. Na semana passada, os servidores chegaram a ocupar o gabinete do prefeito.

Clique aqui para ler em uma resolução melhor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois × três =