Udo parcela dívida com Ipreville pela terceira vez

O Conselho do Ipreville aprovou ontem (10/12) o terceiro parcelamento de dívidas previdenciárias da Prefeitura, apenas neste governo. O novo montante corresponde ao percentual patronal que deveria ter sido repassado entre julho e novembro de 2014. Ele ultrapassa R$ 20 milhões e será dividido em 60 vezes.

Em 2011, Carlito Merss fez o mesmo com R$ 14,8 milhões. Döhler repetiu a ação em janeiro de 2013, com outros R$ 22,8 milhões e, em dezembro de 2013, com mais R$ 20,1 milhões. Em 2012, os débitos previdenciários do município representavam 1% do patrimônio do Ipreville. Agora, já significam 4%.

O representante do Sinsej no Conselho, Tarcísio Tomazoni Junior, voltou a ser o único a votar contra a medida. Ele apresentou um documento, mandatado pelos representantes de locais de trabalho, pedindo a rejeição do parcelamento. No entanto, a vontade da categoria voltou a ser ignorada pelos demais conselheiros.

Em agosto deste ano, quando o prefeito anunciou que deixaria de depositar todas as parcelas do segundo semestre, Tomazoni defendeu que o Conselho não aceitasse o atraso. Nesta oportunidade a proposta do sindicato também não foi apoiada.

Leia outros textos que o Sinsej já publicou denunciando a situação no Ipreville:

Prefeitura volta a atrasar contribuição ao Ipreville

Rodoviária será empurrada ao Ipreville

Sindicato acompanha risco de prejuízo no Ipreville

Conselho do Ipreville aprova novo parcelamento

Aprovado parcelamento da dívida do Ipreville

Conselho do Ipreville aprova parcelamento da dívida

Acende a luz amarela no Ipreville novamente

Tirem as mãos do Ipreville

Prefeitura parcela dívida com o Ipreville

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 19 =