Resultados da assembleia da educação

DSC_0177
Servidores da educação participaram de assembleia na noite de ontem (11/11) I Foto: Aline Seitenfus

Na noite de ontem (11/11) os servidores da área da educação participaram de assembleia no Sinsej. Foram discutidos o calendário escolar de 2016, a hora-atividade, o ponto biométrico, o apoio pedagógico e o Plano de Carreira do auxiliar de educador.

O calendário enviado pela Secretaria da Educação foi aprovado pelos servidores. O problema na aplicação de hora-atividade também foi resolvido. Em dias de reunião, somente a atividade deste dia será eliminada, não da semana, como vinha acontecendo.  “O CEI que continuar com a prática que vinha adotando, e que contraria essa determinação, deve ser denunciado”, falou o presidente do sindicato, Ulrich Beathalter.

Sobre o uso do ponto biométrico, Ulrich explicou que não há motivo para preocupação, pois em nada afetará a rotina dos trabalhadores. “Estamos passando por um período de adaptação, então é normal alguma ansiedade e alguns problemas”, disse. O sindicato vai cobrar transparência sobre a folha ponto que vai para o RH

Outro assunto esclarecido foi a permanência da sala de apoio, garantido pelo secretário da educação, Roque Mattei. Por fim, foi abordado o Plano de Carreira para o auxiliar de educador. Mattei alegou que auxiliar não é professor, por isso não teria direito ao ingresso no PCCS. Os servidores decidiram que levarão essa pauta para a Campanha Salarial de 2016 e de forma coletiva lutarão por essa conquista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 5 =