Unidade de Acolhimento Adulto deve ser reformada

Nesta semana, o Sinsej recebeu retorno de um pedido de melhorias na estrutura da Unidade de Acolhimento Adulto (UAA). Em dezembro do ano passado, os servidores desse local procuraram o sindicato, denunciando a precariedade do imóvel.

Após a denúncia, os diretores do Sinsej foram até a unidade e tiraram fotos das infiltrações, dos problemas elétricos da casa, entre outros. Eles fizeram um ofício solicitando reparos no local ou a locação de outro prédio. O documento e as fotos foram entregues à secretária da Saúde, Francieli Cristini Schultz e à gerente de Unidade dos Serviços de Referência, Cínthia Friedrich.

Por fim, no dia 2 de fevereiro, o coordenador da UAA entrou em contato com o Sinsej para informar que a Prefeitura decidiu reformar o local alugado, com uma verba federal de R$ 160 mil, destinada a Unidades de Acolhimento. Nos próximos dias, engenheiros estarão avaliando o prédio para analisar o que precisa ser melhorado e os móveis que serão trocados.

“Se os servidores que trabalham na Unidade de Acolhimento perceberem a demora da reforma, devem entrar em contato com o sindicato, para que ela seja feita o quanto antes”, alerta a diretora do Sinsej, Eliane dos Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 15 =