Ato público na Policlínica Boa Vista

Trabalhadores decidiram pelo ato em assembleia, no dia 10 de março I Foto: Aline Seitenfus
Trabalhadores decidiram pelo ato em assembleia, no dia 10 de março I Foto: Aline Seitenfus

Os servidores da Policlínica Boa Vista decidiram realizar um ato público no dia 28 de março, a partir do meio-dia. Os trabalhadores exigem que a Prefeitura retome as reformas até o dia 28, caso contrário, poderão paralisar por tempo indeterminado. A ação terá o apoio do Sinsej e do mandato do vereador Adilson Mariano. A comunidade que utiliza os serviços da Policlínica também é convidada a participar do ato na cobrança por melhorias.

Desde abril de 2015 os funcionários esperam a finalização das reformas no local. Conforme eles, o principal risco enfrentado é de queda da caixa d’água. Além disso, o prédio tem diversas salas em obras não finalizadas, com exposição dos materiais de construção.

Aliado à situação caótica enfrentada por servidores e população, estão a falta de um painel eletrônico para chamada de senhas; falta de papel toalha; luvas; condicionador de ar na recepção, entre outros materiais.

Para o Sinsej, é dever da Prefeitura garantir as devidas condições de trabalho aos seus funcionários e de atendimento à comunidade. “Falta de materiais e problemas de estrutura devem ser denunciados ao sindicato para que o governo seja cobrado”, disse o diretor da entidade, Josiano Godoi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

oito + 8 =