Não se serve a dois senhores e Tarcísio escolheu seu lado

O Sinsej informa que o diretor de assuntos jurídicos da atual gestão do sindicato, Tarcísio Tomazoni Júnior, foi afastado da direção da entidade. Ele, que desde o fim do ano passado não exercia mais cargo de liberação no sindicato, anunciou sua filiação ao Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB) e pré-candidatura a vereador.

A base do Sinsej é pluripartidária, mas sua direção se conforma a partir de uma linha política discutida na composição de uma chapa e aprovada pela categoria nas eleições. Tarcísio foi eleito para a atual gestão do sindicato manifestando publicamente seu acordo com o programa da atual gestão da entidade amplamente discutido com toda a categoria e submetido a voto vencedor nas eleições.

Esse programa é de defesa incondicional dos direitos dos trabalhadores e dos serviços públicos, contra a exploração capitalista, pela construção de um mundo novo. No último processo eleitoral, que aconteceu há pouco mais de um mês, ele manteve este posicionamento público. No entanto, passadas as eleições, anunciou sua filiação ao PSDB. Isso implica um rompimento direto com a base programática pela qual os servidores votaram. O que Tarcísio fez assemelha-se ao estelionato eleitoral praticado pela presidente Dilma, que foi eleita prometendo defender o direito dos trabalhadores, mas pratica a política do PSDB. Mais do que isso, o que ele fez é uma traição aos companheiros de chapa, de direção e à categoria.

O PSDB é o partido do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, conhecido pela destruição dos serviços públicos no Brasil, pela promulgação da Lei de Responsabilidade Fiscal, privatizações, entrega do patrimônio público ao capital estrangeiro, quebra do monopólio do petróleo, reformas na Previdência, além de inúmeros outros ataques aos direitos dos trabalhadores.

Recentemente o senador José Serra, do mesmo partido, foi o autor do projeto que revogou a participação obrigatória da Petrobras no modelo de partilha para a exploração do petróleo na camada do Pré-Sal, ou seja, consumou a entrega da maior reserva petrolífera do país nas mãos das petroleiras imperialistas. Estes são apenas alguns exemplos.

Em nosso município, o ex-prefeito Marco Tebaldi foi o responsável pela destruição do Plano de Carreira e do Estatuto de nossa categoria. Seu governo também impôs anos de arrocho salarial aos servidores. Foi este homem que convidou Tarcísio para concorrer a vereador pelo PSDB e é ao lado dele que o ex-diretor do Sinsej figura hoje em foto publicada nas redes sociais.

É impossível servir a esta política e continuar ao lado dos trabalhadores.

Tarcísio está eleito como suplente para a nova gestão do sindicato, que tomará posse em 20 de abril. A nova direção deverá também discutir a situação.

A direção do Sinsej lamenta a perda desse dirigente. Foi mais um levado pelas benesses das classes dominantes. Depois de usado, será atirado fora por seus senhores, como estamos vendo hoje no governo federal.

Nós seguiremos em frente junto com os servidores públicos, fortalecendo a unidade, organização e luta da categoria, pela resistência aos ataques que estão em curso contra os trabalhadores e em defesa de nossos direitos. Ataques estes que são patrocinados também pelo partido deste que desertou de nossas lutas e de nossos sonhos com um mundo sem opressão, exploração, corrupção e escravos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 5 =