Udo ‘brinca’ com servidores do CREAS Sul

Os servidores do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) Sul foram obrigados a se mudar pela segunda vez em menos de três semanas. Inicialmente eles saíram de uma casa alugada da Rua República da China e foram instalados em um prédio novo na Rua Vereador Alfredo Zimmerman. No entanto, desde o início da semana passada a Prefeitura vem fazendo pressão para que eles retornem ao antigo local.

A justificativa dada pela Secretaria de Assistência Social, que acatou o pedido do Ministério Público e do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comde), é que o novo local ainda não possui as condições de acessibilidade necessárias. No entanto, na antiga casa também não há essa estrutura, ou seja, das duas formas os funcionários não têm um local com os critérios estabelecidos para trabalharem nem a população para ser atendida. Os CREAS atendem pessoas em situação de risco, cujos direitos tenham sido ameaçados ou violados.

Sem uma solução para o problema, os trabalhadores voltarão ao antigo local. Uma nova assembleia com os servidores e o Sinsej foi marcada para amanhã (11/5), às 12h30, na casa da Rua República da China. O diretor do Sinsej, Josiano Godoi, afirma que esse descaso da Prefeitura precisa acabar. “O prefeito Udo, ao invés de arranjar uma solução para o problema, fica brincando com os trabalhadores e jogando-os de um lado pro outro”, afirma.

DSC_0015
Antigo endereço do CREAS Sul é inapropriado para atendimento I Foto: Kályta Morgana de Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três − um =