Mobilização em Garuva impede retrocessos

Os servidores de Garuva, junto ao Sinsej, conseguiram na tarde de segunda (12/12), impedir que a Comissão de Legislação desse parecer favorável sobre os projetos de lei que alteram o Estatuto e criam regime próprio de Previdência no município. A Comissão decidiu não emitir parecer, pois considera necessário mais tempo para análise devido à complexidade dos projetos. Diante disso, os vereadores não votaram os PLs 02 e 03/2016 durante a sessão, que aconteceu às 19 horas.

Apesar dessa vitória, a categoria deve permanecer atenta. Até o final de 2016 o presidente da Câmara pode convocar uma sessão extraordinária e, caso algum vereador coloque em pauta os projetos, mesmo sem o parecer, eles podem ir à votação. Na próxima sexta (16/12) está agendada uma reunião extraordinária. Caso não sejam votados neste ano, os projetos serão automaticamente arquivados.

O Sinsej convida os servidores a permanecerem atentos e dispostos a lutar contra todas as ameaças de retirada de direitos. Também convida os trabalhadores a se preparam para a Campanha Salarial de 2017.

A Reforma da Previdência que está sendo proposta nacionalmente pelo governo Temer também deve prejudicar os servidores de Garuva. Leia mais aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × dois =