Servidores da Subprefeitura Sul podem paralisar por falta de EPIs

Subprefeitura Sul (2)
Os trabalhadores da Subprefeitura da Região Sul de Joinville podem paralisar os trabalhos na próxima segunda-feira (28/8), a partir das 7 horas na manhã. Eles exigem o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e uniformes, essenciais para o cumprimento de suas funções com segurança. A decisão foi tomada pelos servidores do local em reunião com o sindicato nesta sexta-feira. O Sinsej já comunicou a secretária de Gestão de Pessoas, Rosane Bonessi, informando que os profissionais aguardam solução até segunda.

Os servidores da Sub Sul afirmam que, desde o início do mandato de Udo Döhler, nunca tiveram uniformes repostos e que o fornecimento dos demais equipamentos necessários é praticamente inexistente. As principais dificuldades enfrentadas são com a falta de luvas e perneiras. Estes trabalhadores são responsáveis por cuidar da manutenção e limpeza do sistema viário, da rede de drenagem, esgoto e espaços públicos de oito bairros da Zona Sul da cidade.

“A precarização do setor de obras da Prefeitura de Joinville é gritante”, explica o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter. “Há anos estes trabalhadores convivem com a destruição do seu local de trabalho e função, com a extinção de cargos, terceirização dos serviços e abandono”. A lógica é não investir, permitir a deterioração dos equipamentos, não fornecer condições de trabalho nem repor pessoal, para progressivamente entregar os serviços à iniciativa privada.

Todas as regionais estão convidadas a aderir

A orientação do sindicato é que os trabalhadores das sete demais subprefeituras de Joinville, que enfrentam a mesma situação, unam-se à Sub Sul na segunda-feira, cruzando os braços. Os diretores do Sinsej devem ser comunicados para acompanhar o movimento em cada local. O sucesso do movimento é diretamente proporcional ao tamanho da mobilização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 2 =