Lutas e conquistas dos ACSs

Você sabia que os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) são os únicos servidores que AINDA não gozam da licença prêmio?

Antes de 2010, quando a atual direção assumiu o Sinsej, esses profissionais não tinham nem direito a se filiar ao sindicato. Com a inclusão deles nos quadros de luta da categoria, muitos direitos foram conquistados:

  • Equiparação do salário aos demais servidores (o que torna o salário base desses trabalhadores um dos mais altos para ACSs do estado).
  • Concessão do adicional de tempo de serviço (triênio).
  • Ampliação das licenças: licença maternidade de seis meses (também em casos de adoção), licença paternidade (20 dias), matrimônio (8 dias), para a doação de sangue (1 dia a cada 6 meses), para alistar como eleitor e por falecimento de familiares (8 dias).
  • Flexibilização do ponto biométrico.
  • Garantia de auxílio natalidade, auxílio por filho com deficiência e de assistência funeral.
  • Além da garantia do auxílio-alimentação, que vale para toda a categoria. Transformou a cesta básica em cartão de alimentação, que hoje está em R$ 298.

Porém, ainda há muito que reivindicar, como o já citado direito a licença prêmio, que deveria ser garantido para todos os servidores. Além disso, eles também não partilham da gratificação que os profissionais da Estratégia da Saúde da Família (ESF) recebem, apesar de constituírem a equipe mínima desse programa.

Neste momento a Prefeitura ignora completamente as reivindicações do setor. Somente a mobilização desses servidores poderá mudar essa realidade, para avançar ainda mais.

Participe da próxima assembleia da Campanha Salarial 2018: 3/5, às 19 horas, no Sinsej.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 11 =