Prefeituras de Garuva e Itapoá negam recesso ao magistério

As Secretarias de Educação de Garuva e de Itapoá negaram o pedido do Sinsej de realização do recesso escolar no meado do ano. Em ofício enviado ao Sindicato, confirmam a antecipação dos 15 dias de férias concedidas ainda em março, porém não dão abertura para novos diálogos.

O Sinsej solicitou em julho às Secretarias de Joinville, Garuva e Itapoá uma semana de recesso para trabalhadores do magistério para que garantir um descanso em suas rotinas. O Sindicato levou em conta a Portaria 1433/2020 do Governo do Estado que concedeu recesso aos profissionais da rede pública estadual e a Medida Provisória 934/2020 do Governo Federal, que desobriga o cumprimento dos 200 dias letivos na educação básica.

Joinville concedeu uma parada escolar.

Desde que as aulas remotas começaram, a rotina desses profissionais tem sido de muito mais trabalho para que consigam dar conta das adversidades dessa nova modalidade de ensino que vem sendo aplicada.

O Sinsej repudia a posição das Prefeituras que não estão valorizando esses profissionais que, com muito mais trabalho e dificuldades, vêm garantindo a educação dos alunos nos municípios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 − nove =