Sinsej já havia chamado a atenção para problemas estruturais do Hospital São José

No último dia 19 de outubro o Sinsej fez uma denúncia relacionada ao Hospital Municipal São José (HMSJ). No texto publicado no site do sindicato, está o relato de funcionários que trabalham na Central de Abastecimento de Materiais (CAME) e a Central de Abastecimento Farmacêutico (CAF), prédio que está condenado, com infiltrações, goteiras e risco de incêndio.

Nesta quarta-feira (30), não fomos surpreendidos quando os principais jornais da cidade noticiaram que o hospital está com capacidade de atendimento reduzida por conta de problemas na rede elétrica.

Além do prejuízo causado pela interrupção dos atendimentos e procedimentos cirúrgicos, a falta de manutenção na estrutura do hospital causa riscos a população e aos funcionários. Inclusive, o antigo prédio do CAME e da CAF desabou em 2014, quando já estava desativado. Fora isso, as estruturas abandonadas ou muito deterioradas dentro do terreno do hospital acabam servindo como ninho para pombos e criadouro para insetos.

O Sinsej continuará cobrando da prefeitura que invista e cuide do Hospital São José. A parte estrutural dos prédios do HMSJ precisa de atenção e manutenção. Não é preciso que algo grave aconteça para que se tome uma providência. Avisos não estão faltando.

One thought on “Sinsej já havia chamado a atenção para problemas estruturais do Hospital São José

  • 4 de dezembro de 2022 em 14:31
    Permalink

    O descaso da Saúde.
    O descaso em relação á saúde pública em Joinville é demostrado pelo abandono em que está o zeguinha (nome carinhoso do Hospital São Jose).
    Infelizmente parace que o poder público joinvillense vive num mundo paralelo e não observa o que a realidade mostra e grita por socorro!
    A política neoliberal visa o lucro e não está preocupada com a saúde pública tendo por objetivo a privatização do Hospital São José!
    Acorda população!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 4 =