Quase 3 milhões de trabalhadores vão às ruas na França

A possível aprovação das reformas previdenciárias levou 2,9 milhões de manifestantes franceses às ruas, segundo a central sindical CFDT, nesta quinta-feira (23). O movimento pressiona o governo para que a idade mínima de aposentadoria não seja elevada no país, de 60 para 62 anos. A alteração entraria entrar em vigor apenas em 2018. A paralisação afetou principalmente os serviços de transportes. Os primeiros reflexos foram sentidos nos trens intermunicipais ainda na noite de quarta-feira (22). A primeira primeira manifestação aconteceu em março e outra no dia 7 de setembro, com 2,5 milhões de trabalhadores dos setores públicos e privado.
Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 8 =