Vem aumento por aí, mas é no transporte

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville (Sinsej) integra o COMITÊ DE LUTA DO TRANSPORTE COLETIVO. O conjunto de entidades estudantis, sindicais e de associações foi às ruas com um manifesto alertando para o problema e reivindicando espaço para participar do debate juntamente com o Poder Público. Além disso, foi feita a entrega do documento pedindo o não aumento das passagens. Na ocasião, o comitê foi recebido pela chefe de gabinete da Prefeitura, Maria Ivonete Peixer, que garantiu a possibilidade de diálogo com a comunidade. Mas parece que não adiantou. O aumento virá de forma unilateral e trará, em janeiro, um ônus pesado para os usuários de transporte coletivo.
Representantes das entidades fazem a entrega do manifesto
As empresas estão pedindo que o valor vá para R$ 2,88 que representa 25,2% de aumento. Mas e o salário do trabalhador? Um reajuste parcelado e que só veio depois de muita luta dos servidores. Se dependesse da Prefeitura, os trabalhadores, que fazem a máquina pública funcionar, teriam apenas 1% garantido.
A população de Joinville vai iniciar o ano com esse peso no orçamento? Parece que sim, se o prefeito Carlito Merss assim o quiser. Claro, porque é sua a palavra final.
O momento não poderia ser mais inoportuno para trabalhadores e juventude. Início de ano, fim de festas, dívidas, orçamento curto. Mas parece que quem governa não sabe disso, porque esse tipo de aumento de tarifa acontece sempre bem no meio das férias. O ex-prefeito Marco Tebaldi já fazia isso, e a cidade continua legitimando uma concessão ilegal, oportunista e ineficiente.
É preciso discutir o modelo de transporte coletivo urbano que Joinville precisa. É preciso enfrentar esse debate. Se não acontecer esse diálogo, o governo Carlito Merss só aumentará a lista de mancadas políticas que iniciou em 2009, quando deu o primeiro aumento de tarifa e até hoje é criticado por isso.
O COMITÊ DE LUTA, composto por mais de trinta entidades representativas da população de Joinville, continuará travando o combate e pede bom senso, porque Carlito Merss foi eleito pelo povo.
Nenhum aumento além daquilo que já pagamos!
Por um transporte coletivo público de qualidade e a serviço da população de Joinville!
Abaixo o aumento!

Confira as entidades que compõem o Comitê de Luta:

  • Ass. de Moradores do Bairro Profipo
  • Ass. de Moradores do Jardim Francine
  • Ass. de Moradores do Jarivatuba 2
  • Ass. de Moradores do Panaguamirim
  • Ass. de Moradores do Santa Bárbara
  • Associação dos Praças de Santa Catarina
  • Centro Academico de Direito da Univille
  • Centro dos Direitos Humanos de Joinville
  • Conselho de Des. Sustentavel do Adhemar Garcia
  • Esquerda Marxista do PT
  • Federaçao dos Trabalhadores do Ensino Privado
  • Grêmio EEB João Rocha
  • Grêmio EEB Juracy Brösig
  • Grêmio EEB Paulo Medeiros
  • Grêmio EEB Pres. Médici
  • Grêmio EEB Tufi Dippe
  • Juventude Marxista
  • Mandato Vereador Adilson Mariano
  • Pastoral da Juventude
  • Sindicato da Construção e do Mobiliário de Joinville
  • Sindicato da Fiação e Tecelagem de Joinville
  • Sindicato da Saúde
  • Sindicato da Saúde em Estab. Públicos de Joinville
  • Sindicato do Vestuário de Joinville
  • Sindicato dos Bancários de Joinville
  • Sindicato dos Plásticos de Joinville
  • Sindicato dos Rep. Comerciais N e NE/SC
  • Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville
  • Sindicato dos Trab. da Alimentação de Joinville
  • SIndicato dos Trab. em Educação de SC
  • Sindicato dos Trab. nas Indústrias Gráficas de Joinville
  • Sindicato dos Trab. no Ens. Privado do Norte de SC
  • União Joinvilense dos Estudantes Secundaristas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =