Sinsej vai para justiça cobrar gratificações

Imperativamente, a Prefeitura tem cortado o pagamento das gratificações aos servidores em período de licenças. Para combater a medida, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville (Sinsej) vai impetrar um mandado de segurança, na próxima segunda-feira (31/01). O mandado prevê que os benefícios não sejam mais suspensos. Após o mandado de segurança, a assessoria jurídica do sindicato vai propor ação civil cobrando as gratificações que não foram pagas. Todos os trabalhadores prejudicados devem comunicar o sindicato. A Prefeitura alega ter informado a suspensão do pagamento através do memorando 1.978/2010, mas que oficialmente não foi entregue ao Sinsej. Entretanto, os servidores alegam terem sido informados apenas no momento que descobriram a suspensão.

As suspensões estão ocorrendo para todos os trabalhadores que estão no período de licença, seja para tratamento de saúde, maternidade, licença prêmio, entre outras. No caso de alguns servidores, as gratificações representam até 30% dos salários. A maioria dos casos envolve profissionais do setor da saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezoito − oito =