Artigo: Esclarecimento sobre a greve

Publicado no jornal A Notícia de 29 de maio de 2011

Sou médico, servidor concursado, trabalho no PSF Profipo e nos PAs de Joinville. Neste domingo, completo 21 dias de greve. E como outros companheiros, tinha dúvidas diante da intransigência e truculência da Prefeitura ao recusar-se a, sequer, dialogar com os servidores. Esta semana, ao me deparar com o depoimento de uma servidora da Saúde em “AN”, recordei-me do motivo pelo qual permaneço firme na greve. Disse ela que todos os que estão trabalhando são heróis. Mas está cega e equivocada. Todos os servidores que estão trabalhando – salvo os 30% que atendem a urgências e emergências – estão assinando atestado de concordância com tudo o que há de errado com a atual administração municipal. Estão sendo coniventes com a truculência e descaso com que os servidores vêm sendo tratados.

E mais grave: assinam embaixo, junto com o gestor, a toda humilhação a que os joinvilenses são submetidos todos os dias, ao permanecerem internados nos corredores e no chão do São José, dos PAs e postos de saúde; que enfrentam filas imensas nos laboratórios e às vezes sequer conseguem fazer exames básicos, devido às cotas impostas pela Prefeitura; que esperam meses e até anos por consultas com especialistas; contribuintes que, impotentes, assistem ao ocaso da educação dos filhos, escolas em péssimo estado, falta de material escolar e professores desvalorizados e até mesmo ameaçados em decorrência da insegurança.

Heróis enfrentam as ameaças, a intransigência e o desrespeito com que a Prefeitura tem tratado os servidores e, pior ainda, seus contribuintes. Mostram os rostos, saem a marchar bradando por seus direitos, abandonam o conforto de seus lares para acampar na Prefeitura e no São José só para lembrar o gestor de seus compromissos. Recordo aos cidadãos: esta luta também é de vocês. Ao reivindicarmos salários e condições de trabalho, proporcionamos melhor atendimento, saúde digna e educação de qualidade. Quem teve IPTU, tarifa de água, passe de ônibus e ICMS aumentados deve cobrar o retorno do dinheiro em investimentos em saúde, educação e segurança.

Deixo aos colegas reivindicadores a mensagem de Nelson Mandela, o homem que lutou por seus ideais, que passou 27 anos preso, ameaçado; não cometeu crime algum, foi preso porque lutava por liberdade, direitos, pelo fim de um regime de segregação racial e que ao sair da cadeia se tornou presidente: “Agradeço, todos os dias, pela minha alma indomável, eu sou capitão da minha alma, eu sou senhor do meu destino”.

Rodrigo Celso da Silva
Médico, servidor municipal de Joinville

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × três =