Solidariedade aos professores do Estado

Os professores da rede estadual de ensino poderão paralisar as atividades no dia 17 de abril, quando acontecerá uma nova assembleia estadual em Florianópolis. Em reunião com a direção estadual do Sinte, ocorrida no dia 11 desse mês, o governo prometeu apresentar uma nova proposta até dia 16.

A categoria luta pela implantação do reajuste de 22,22% no piso, pela recuperação da tabela salarial, pelos 33,33% de hora-atividade e por melhores condições de trabalho. Por todo o Estado a situação da estrutura física das escolas é grave. Em Jonville, interdições e até desabamentos fazem parte da rotina de várias unidades da rede.

No ano passado, o governo Colombo (DEM), concedeu reajustes diferenciados para o magistério, o que prejudicou os professores com mais tempo de serviço e maior habilitação. Além disso, não houve avanço na implantação de um terço de hora-atividade.

O Sinsej apóia a luta dos trabalhadores em educação de Santa Catarina. Se for deflagrada greve a partir do dia 17, a direção do sindicato acompanhará a mobilização dos companheiros da rede estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 9 =