Prefeitura dá início à meritocracia com produtividade dos médicos

Os diretores do Sinsej participaram hoje (7/5) da reunião da Comissão de Legislação da Câmara de Vereadores de Joinville que discutiu o projeto de gratificação por produtividade para os médicos do Hospital Municipal São José.

Em princípio, este projeto apenas regulamenta uma prática que já ocorre no hospital. Porém, exige especial atenção, pois a partir dele a prefeitura inicia a implementação da meritocracia no município.

O Sinsej considera a meritocracia um sistema nocivo e defende que as possibilidades de crescimento na carreira sejam baseadas e regras claras e universais (plano de carreira). No projeto analisado a gratificação proposta é atrelada ao rendimento pessoal de cada trabalhador, com metas e critérios de avaliação subjetivos.

O diretor do sindicato Josiano Godoi explicou aos vereadores que a prefeitura não procurou o Sinsej para a elaboração da proposta e alertou para o que ela representa.

Além disso, o sindicalista apontou outros dois problemas do projeto: a especificação de que a gratificação proposta não será paga em períodos de licença – medida historicamente combatida pela categoria – e a definição de que a prefeitura pode regular por meio de decreto os percentuais que servirão de base para o pagamento de determinados procedimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − nove =