Votação sobre a reposição foi adiada novamente

Tarcísio ocupou a tribuna duas semanas seguidas para falar da reposição I Foto: Sabrina Seibel/CVJ
Tarcísio ocupou a tribuna duas semanas seguidas para falar da reposição I Foto: Sabrina Seibel/CVJ

O projeto 219/2014, sobre a reposição dos dias parados, e a emenda do vereador Adilson Mariano (PT), que permite a compensação de todos os dias, não foram apreciados novamente hoje (11/8) pela Comissão de Legislação e Justiça da Câmara de Vereadores. A votação do parecer foi adiada pela segunda semana, para a próxima segunda-feira (18/8). O secretário de Educação, Roque Mattei, será convidado a prestar esclarecimentos aos parlamentares. Ele será indagado sobre a reposição dos 200 dias letivos. O convite para que os servidores compareçam persiste.

No início da sessão, o vice-presidente do Sinsej, Tarcísio Tomazoni Junior, voltou a fazer uso da tribuna para pedir aos vereadores que votem a favor da emenda. Mariano apresentou um pedido de informações, que será enviado à Prefeitura, perguntando a quantidade de professores que fizeram greve em 2014 e quais foram os prejuízos no conteúdo das aulas decorrentes do movimento.

Projeto de terceirização da saúde

Tomazoni também chamou atenção para o projeto 9/2014, que permite a terceirização de vários bens e serviços municipais de saúde por meio do consórcio Cisnordeste/SC. Este assunto foi bastante questionado pelo sindicato em abril deste ano e permanece tramitando no Legislativo, ainda sem parecer das comissões. Há quatro meses, esse projeto tramitava no Legislativo acompanhado de outros dois também privatizantes, que foram significativamente alterados após a intervenção dos trabalhadores.

Combinou-se que, no decorrer desta semana, a Prefeitura entrará em contato com o sindicato para discutir restrições no projeto do consórcio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + quatro =