Com atraso de salário não há negociação

Apesar dos esforços do Sinsej, a Prefeitura decidiu manter sua postura: os servidores só receberão seu salário no dia 9 de janeiro. Diante desta situação, o sindicato chama toda a categoria para realizar amanhã (7/1) paralisação de uma hora em seu local de trabalho. Todos os turnos de cada unidade devem participar deste ato. Os PAs e o Hospital São José deverão manter o atendimento de urgência e emergência.

Cada local deve se organizar para decidir qual o melhor horário. “Que esse ato sirva de aviso ao governo. Em 2015 os servidores continuam dispostos a lutar em defesa da manutenção e ampliação dos seus direitos”, disse o diretor da entidade, Tarcísio Tomazoni Junior.

Entenda

Esta não é a primeira vez que Udo Döhler atrasa salários. Em 2013, primeiro ano de seu mandato, ocorreu à mesma situação. Naquele momento, trabalhadores e sindicato decidiram que não aceitariam mais este tipo de postura. Foi enviada uma carta ao Executivo, relatando a decisão.

Mas a história voltou a repetir-se. O Sinsej enviou, ainda na tarde de ontem (5/1), um ofício à Prefeitura, pedindo que ela cumprisse com o calendário de pagamentos de 2014, que, em acordo com o Estatuto do Servidor, prevê o salário para o quinto dia útil do mês, ou seja, 7 de janeiro. “Não podemos tolerar mais abusos”, conclui Tarcisio.

cronograma de pagamento -feito
Incoerência: Cronograma divulgado pela Prefeitura prevê pagamento para dia 7 de janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =