Colombo ataca servidores estaduais

Hoje pela manhã, 8/12, os servidores de Santa Catarina foram duramente atacados pela Polícia Militar. Os trabalhadores foram agredidos ao protestar contra as propostas do governador Raimundo Colombo, que alteram o plano de carreira dos professores e a previdência de todos os funcionários do estado.

Impedidos de acompanhar a votação na Assembleia Legislativa, os trabalhadores posicionaram-se no hall de entrada e foram agredidos com spray de pimenta e cassetetes.

A atitude de Colombo soma-se à de seus colegas Beto Richa (PR) e Geraldo Alckmin (SP), que não titubearam em agredir professores e estudantes em seus estados. Os atos covardes e terroristas da PM, impulsionados pelos governadores, precisam ser combatidos por toda a classe trabalhadora. Precisamos ter o direito à livre manifestação.

O Sinsej repudia toda a ação do governo estadual, que promove a retirada de direitos de toda a categoria e afeta diretamente a população, atacando serviços básicos como a educação. Abaixo a retirada de direitos! Não pagaremos pela crise!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dezesseis =