Paralisar dia 28 contra reformas e pela Campanha Salarial

Dias 15 e 31 de março os servidores municipais já deram exemplo de mobilização I Foto: Francine Hellmann
Dias 15 e 31 de março os servidores municipais já deram exemplo de mobilização I Foto: Francine Hellmann

O prefeito de Joinville, Udo Döhler, agendou a segunda rodada de negociação com o sindicato sobre a Pauta de Reivindicações 2017 para a próxima quinta-feira (27/4), às 16h30. É importante ressaltar que a data-base da categoria é 1º de maio, portanto, na segunda-feira seguinte. Além disso, é de conhecimento do prefeito que os servidores terão assembleia na sexta, às 9 horas, em frente à Prefeitura.

Na primeira rodada de negociação, ocorrida na semana passada, houve avanços, mas poucos pontos da pauta puderam ser discutidos. O Sinsej espera que a reunião com o governo seja objetiva e favorável, mas alerta que é previsível que não haja tempo para esgotar o debate. Este atraso do governo em negociar deve ser respondido com a participação massiva da categoria na assembleia do dia 28.

Contra as Reformas

No dia 28 de abril, categorias de todo o país devem paralisar suas atividades contra as reformas da Previdência e Trabalhista, que seguem tramitando em ritmo acelerado no Congresso. Se aprovadas, estas medidas irão impedir o acesso à aposentadoria de milhões de pessoas, que morrerão antes de desfrutar do merecido descanso. Todos os brasileiros precisarão trabalhar mais anos e terão o valor do benefício reduzido. Além disso, diversos direitos trabalhistas estão sendo retirados.

No vídeo que segue o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, explica que não há nenhuma batalha vencida. Servidores públicos, professores e policiais continuam entre os que serão gravemente prejudicados.

Nos dias 15 e 31 de março os servidores de Joinville e Itapoá foram referência de mobilização na região. Para estes dias, o Sinsej conseguiu negociar o abono das horas paralisadas. Para o dia 28, isto ainda não está resolvido, mas o medo do desconto não deve ser um impedimento para a ação dos trabalhadores. Com a aprovação das reformas propostas, não apenas um dia, mas anos de trabalho serão roubados de todos.

Programação para o dia 28/4

JOINVILLE

9 horas, em frente à Prefeitura – Assembleia dos servidores sobre a Campanha Salarial 2017

10 horas, em frente à Prefeitura – Ato público contra as Reformas de Temer (todas as entidades sindicais, movimentos sociais e da juventude estão convidados)

ITAPOÁ

15 horas, no Rancho da Tia Cida – Assembleia dos servidores sobre a Campanha Salarial 2017 e contra as reformas de Temer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 13 =