ACSs discutem mudanças no Plano Nacional de Atenção Básica

No dia 27 de fevereiro os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) se reuniram no Sinsej para discutir as alterações no Plano Nacional de Atenção Básica (PNAB), que traz alterações ainda mais prejudiciais aos usuários.

Entre as mudanças, está o aumento de visitas dos ACSs, sem a contratação de novos profissionais. Sobre isso, a orientação do sindicato é de que os agentes devem manter o seu ritmo atual de trabalho, pois não há como atender à demanda. O governo informou também que os ACSs passarão a fazer curativos e aferir pressão arterial, que são responsabilidades dos técnicos de enfermagem. No entendimento do Sinsej, os servidores devem se negar a realizar este trabalho, pois para isso é exigido o cargo específico, com salário justo.

Mobilização

O presidente do sindicato, Ulrich Beathalter, lembrou que todas as conquistas dos ACSs foram com unidade e mobilização. Para avançar nos direitos e evitar perdas, está sendo organizado um encontro com todos os membros das equipes que atuam na Estratégia Saúde da Família (ESF). A atividade será no mês de abril, com data a ser definida.

Além disso, será discutida na assembleia de Campanha Salarial, em 28 de março, a inclusão na Pauta de Reivindicações da categoria do pagamento de gratificação para os ACSs. Atualmente, esta gratificação é repassada a toda equipe, menos aos agentes.

Também continua a reivindicação pelo pagamento de insalubridade e de regulamentação para a contratação de novos ACSs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =