Prefeito Adriano quer posar de bom moço enquanto ataca aposentadoria do servidor

Depois de negar reajuste salarial dos servidores neste ano, alegando a Lei Federal nº 173/2020, o prefeito de Joinville Adriano Silva (Novo) quer ganhar a confiança da categoria fazendo propaganda sobre a ação judicial movida para manter a reposição da inflação referente à Campanha salarial 2020. De acordo com ofício do Tribunal de Contas do Estado, emitido no início deste mês de julho, os governos municipais ou estaduais que reajustaram os salários dos servidores deveriam parar de repassar o valor até acabar a vigência da Lei, em dezembro deste ano. No entanto, não seria necessário que os valores recebidos de boa fé fossem devolvidos.

Buscar manter os ganhos inflacionários nos salários da categoria, que apesar da pandemia e das más condições de trabalho, não deixou de prestar atendimento necessário à população é mais que a obrigação de um bom gestor. Mas se Adriano quer valorizar mesmo o servidor, deve parar de atacar o serviço público e a aposentadoria com essa proposta de reforma da Previdência que enviou à Câmara. Não bastasse pressionar sua base aliada, nesta semana em visita à Ajorpeme, buscou até o apoio do setor empresarial da cidade para a aprovação da proposta.

A direção do Sinsej reforça à categoria o recado de alerta e da necessária unidade para conquistar as reivindicações da campanha salarial deste ano, que vem sendo protelada pela prefeitura.

Não vamos deixar enganar pela política do prefeito que quer posar de bom moço acionando o Judiciário para manter a reposição salarial – conquistada por nós com muita luta e greve no ano passado-, ao mesmo tempo em que quer impor perdas irreparáveis através da Reforma da Previdência. É preciso lembrar que, além de aumentar em 3% a alíquota paga ao Ipreville por todas e todos servidores municipais, as propostas do Executivo que estão em tramitação no Legislativo ainda pretendem reduzir em até 40% o valor da aposentadoria, reduzir em até 50% a pensão por morte, aumentar a idade mínima para nos aposentar, como também implantar uma previdência complementar que pode aumentar em até mais 8,5% a contribuição de quem recebe acima do teto do INSS.

Seguimos em luta. Serviço público de qualidade só existe com verdadeira valorização do servidor.

 

reforma-da-previdencia-joinville - campanha-salarial-servidores
Prefeito Adriano Silva (Novo) quer posar de bom moço para atacar previdência do servidor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × 1 =