Nota em A Notícia fala sobre PADs

Na última quarta-feira (7/8) o colunista Cláudio Loetz, do Jornal A Notícia, publicou uma nota sobre o número de sindicâncias e processos administrativos disciplinares que a Prefeitura move contra servidores públicos municipais. No decorrer da semana, diretores do Sinsej receberam algumas ligações telefônicas de servidores que se sentiram ofendidos.

O primeiro esclarecimento a ser feito diz respeito às razões porque são movidos estes processos e sindicâncias pela administração municipal. Há desde processos que cobram das Agentes Comunitárias de Saúde bicicletas da Prefeitura que são furtadas na rua durante o trabalho, até servidores em estágio probatório que em vez de fazerem 27 pontos na avaliação fazem 26. Para o Sinsej, existem excessos e exageros inaceitáveis por parte das chefias, da Secretaria de Gestão de Pessoas e também dos membros das comissões processantes.

Por outro lado, sobre a qualidade dos servidores públicos municipais e dos serviços prestados, podemos afirmar que menos de 1% dos servidores respondem a processos em cada ano. Desta porcentagem, nem um quarto sofre punição.

Ou seja, Joinville tem um quadro de servidores públicos honestos, competentes e dedicados. Esta é a regra. A exceção existe em qualquer lugar, carreira e local de trabalho.

O Sinsej, por sua assessoria jurídica, acompanha cuidadosamente os processos administrativos disciplinares.

Leia a nota publicada no A Notícia
Leia a nota publicada no A Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 1 =