Servidores do São José cobram direitos

Servidores vão ao gabinete da direção amanhã I Foto: João Diego Leite
Servidores vão ao gabinete da direção amanhã I Foto: João Diego Leite

Amanhã (7/11), os servidores do São José irão ao gabinete do presidente do hospital, Carlos Alexandre da Silva, às 10 horas, cobrar respostas para melhorias nas condições de trabalho. A decisão foi tomada ontem, em assembleia, onde foram discutidas questões como o fechamento de copas nos setores, a demora em revisar o laudo ambiental – necessário para o pagamento de insalubridade – e o não fornecimento de uniformes.

Todas estas demandas já haviam sido apresentadas à direção do São José, mas não receberam retorno. “Amanhã esperamos que finalmente a administração tenha respostas satisfatórias a todos os pleitos, evitando movimentos de paralisação, respeitando o serviço público e, principalmente, os servidores”, declarou o vice-presidente do Sinsej, Tarcísio Tomazoni Junior.

Copas

Recentemente, a direção do hospital fechou as copas de diversos setores, onde os servidores guardavam refeições pessoais. O Sinsej defende que esses locais sejam reabertos para armazenamento dos alimentos e que seja reservado um espaço no refeitório para os funcionários. Para o Pronto Socorro, que tem uma dinâmica de trabalho específica, o sindicato pede que haja uma copa mais completa, com equipamentos, lavabo e condições sanitárias, onde os servidores possam se alimentar.

Insalubridade

Os trabalhadores aguardam que o laudo ambiental do hospital, que norteia o pagamento de adicional de insalubridade, seja revisto. O governo já se comprometeu a enviar um engenheiro de segurança de trabalho para realizar esta tarefa, mas até agora nada foi feito. O Sinsej defende que todos os servidores que têm contato com pacientes com doenças infectocontagiosas devem receber insalubridade novalor máximo permitido em lei.

Uniformes

Outra reivindicação dos trabalhadores do São José é o fornecimento de uniforme. O hospital tem cobrado o uso, mas os uniformes precisam ser comprados pelos próprios funcionários. Para o Sinsej, essa exigência é abusiva.

Servidores Do São José Cobram Direitos

Flickr Album Gallery Powered By: WP Frank

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × 5 =