Prefeitura quer deslocar servidores de PAs e Bombeiros para São José

Os servidores dos Pronto Atendimentos (PAs) de Joinville estão sendo convocados para abandonar suas atividades e trabalhar dentro do São José, para substituir grevistas. O Sinsej orienta todos a permanecerem em seus postos de trabalho e cumprirem suas atividades regulares.

Bombeiros Voluntários também foram chamados a interromper suas atividades e trabalhar no Hospital. “Essa é uma irresponsabilidade sem tamanho com a Saúde”, ressalta o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter. “Colocar dentro do São José profissionais sem o preparo e sem experiência necessários para a alta complexidade do local é brincar com o bom senso da população”.

Os funcionários do São José estão em greve há nove dias contra o corte de adicionais de insalubridade e periculosidade. Além disso, eles pedem o fornecimento de uniformes, a extensão da gratificação de alta complexidade para todos os servidores e o pagamento de insalubridade para setores que trabalham com doenças infectocontagiosas em isolamento. Até o momento, o prefeito Udo Döhler não quis negociar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − seis =