Servidores da Educação farão um ato nesta quarta em frente à Secretaria de Educação: a luta é em defesa da vida e pela suspensão das aulas presenciais

Joinville voltou a ser o epicentro da Covid-19 em Santa Catarina! São mais de 70 mil casos confirmados, 854 mortes, 5.574 casos ativos e 288 pessoas internados em leitos de UTI ou enfermaria (maior número desde o início da pandemia) e dezenas de pessoas a espera de leito de UTI. Não se trata de números, mas de vidas, pessoas, famílias destruídas e sonhos desfeitos. Diante desse quadro de guerra, as servidoras e os servidores da educação de Joinville, reunidos na noite de hoje (22), deliberaram por fazer um ato em frente à Secretaria de Educação na próxima quarta-feira (24) às 12h30 expondo a grave situação a que está exposta toda a comunidade escolar e denunciando que a culpa pelas mortes das duas servidoras cozinheiras vítimas da Covid-19 é do governo Adriano (Novo) que prioriza a economia em detrimento às pessoas! Quantas vidas mais precisarão ser ceifadas para que o prefeito tome uma atitude em defesa da vida?!

A categoria luta contra a continuidade das aulas presenciais, por condições de trabalho, contra a dupla jornada imposta pelo sistema híbrido de ensino, contra a falta de contratação de mais trabalhadores, por uma política de testagem em massa e periódica e contra a Reforma da Previdência. Além disso, denunciam e pedem providências com relação à falta de infraestrutura para garantir a ventilação nas unidades de trabalho, à ausência de higienização adequada, a falta de distribuição de máscaras e de meios eficazes para evitar aglomerações nas entradas e saídas das unidades de ensino. Outra demanda é por uma solução sobre as horas negativas acumuladas por servidores impossibilitados de cumprir o teletrabalho desde o início da pandemia.

O grave momento a que toda a sociedade está exposta exige uma reação imediata e na mesma proporção dos ataques que o governo Adriano vem fazendo contra as servidoras e os servidores. Neste ato vamos mostrar para a sociedade que Joinville chegou ao topo do ranking de mortes e contaminação por uma opção política do prefeito e que a manutenção das aulas presenciais agrava ainda mais essa situação. Servidor, faça chuva ou faça sol mobilize seu local de trabalho, traga seu cartaz, venha de máscara, mantenha o distanciamento social e participe do ato dia 24 às 12h30 em frente à Secretaria de Educação.

#Sinsej #ServidorEmLuta

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

seis − um =