Em assembleia, servidores públicos de Joinville suspendem greve e mantém mobilização contra reforma da Previdência

Acabou a pouco a assembleia da categoria que deliberou pela interrupção da greve enquanto estiver mantida a decisão da justiça em suspender a tramitação na Câmara de Vereadores dos projetos do prefeito Adriano Silva (Novo) que acaba com a nossa aposentadoria. A justiça acatou na tarde de sexta (16) o mandado de segurança protocolado pelo vereador Claudio Aragão (MDB), membro da Comissão de Legislação da Câmara levando em conta a maneira individual e autoritária do presidente da Comissão vereador Alisson Julio (Novo), que levou adiante a discussão sobre a admissibilidade dos projetos sem respeitar a deliberação do colegiado.

Ainda que a tramitação esteja suspensa a categoria segue mobilizada, exigindo que o prefeito retire os projetos, respeite e valorize os servidores que seguem firmes no atendimento à população em meio à pandemia. Também ficou definida que uma nova assembleia com paralisação será convocada imediatamente caso os projetos da Reforma da Previdência voltem a tramitar. Enquanto isso a categoria segue com um calendário de lutas que inclui uma panfletagem quinta-feira (22) no terminal central a partir das 18h. O objetivo é dialogar com a população sobre as maldades e as mentiras que o prefeito Adriano vem falando em relação à categoria e à Reforma da Previdência. “Neste momento é fundamental que a população saiba da irresponsabilidade do prefeito Adriano que vem divulgando falsas informações sobre a saúde financeira do Ipreville e falando inverdade sobre a necessidade desta Reforma, numa tentativa de colocar a população contra os servidores”, falou a presidenta do Sinsej Jane Becker. Por isso a direção do Sinsej está disponibilizando uma carta à população e conclama as servidoras e os servidores para que organizarem panfletagens também nos locais de trabalho e nos bairros, fazendo chegar ao maior número possível de pessoas a verdade sobre esta reforma que pode acabar com a nossa aposentadoria!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze − dois =