Reforma da Previdência é aprovada em segundo turno na CVJ com apenas quatro votos contrários

Quatro vereadores votaram contra a reforma e a favor do servidor
Quatro vereadores votaram contra a reforma e a favor do servidor

Em sessão nesta quarta-feira (8), a maioria dos vereadores de Joinville aprovou em segundo turno os textos finais dos projetos de reforma da Previdência que afeta em cheio a aposentadoria dos servidores públicos municipais. Como não foram sugeridas novas mudanças, as emendas substitutivas à Proposta de Emenda à lei Orgânica 003/21 e ao Projeto de Lei Complementar 008/21 e o texto integral do projeto de Lei Ordinária 23/21 foram aprovados pelos mesmos 14 dos vereadores inimigos do servidor e do serviço público. Foram  contrários à aprovação os vereadores Ana Lúcia Martins (PT), Cassiano Ucker (Cidadania), Lucas Souza (PDT) e Sidney Sabel (Dem) e o vereador Cláudio Aragão (MDB), novamente, absteve-se.

Diretores do Sinsej acompanharam a votação, indignados com os impactos desse grave ataque aos direitos dos servidores. Se há alguém que deve ao Ipreville, não são os servidores, que precisarão pagar com sua aposentadoria as contas do descaso e irresponsabilidade de diversos governos com o Ipreville.

Diretores do Sinsej acompanham votação do segundo turno da Reforma da Previdência

Votaram a favor da reforma e contra os servidores os vereadores: Alisson, Neto Petters e Érico Vinicius (Novo), Ascendino Batista (PSD), Brandel Junior (Podemos), Diego Machado (PSDB), Henrique Deckmann (MDB), Kiko do Restaurante (PSD), Sales (PTB), Mauricinho Soares (MDB), Maurício Peixer (PL), Nado (PROS), Tânia Larson (PSL) e Wilian Tonezi (Patriota). Logo que os textos finais forem disponibilizados, divulgaremos aqui em nosso site. Os servidores que quiserem saber como as propostas afetarão sua aposentadoria, devem procurar primeiramente o Ipreville para fazer uma simulação, pelo telefone 3423-1900.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − oito =