Planos de saúde têm interesse em política

As áreas de investimento das empresas de Planos de Saúde vão desde hospitais até, preste atenção, política. Essa é a conclusão do estudo dos pesquisadores Mário Scheffer e Lígia Bahia, da USP e da UFRJ, divulgada no estudo “Representação Política e interesses particulares na saúde”. De acordo com o levantamento, as empresas ampliaram seu espaço político em todas as esferas do governo na última eleição.

Foram eleitos 38 deputados federais, que formam a bancada da saúde suplementar. Também conseguiram se eleger 26 deputados estaduais aliados ao setor em todo o país. Três senadores tiveram a ajuda dos Planos de Saúde, entre eles o Demóstenes Torres, que teve o mandato cassado recentemente. Os dois candidatos favoritos a presidência da república em 2010, Dilma e Serra, receberam um milhão e quinhentos mil reais respectivamente. O estudo destaca, ainda, casos em que os planos de saúde já foram atendidos dentro das Casas legislativas.

O estudo completo pode ser acessado neste link: http://www.cebes.org.br/media/File/Planos_de_Saude_Eleicoes.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

vinte − dezenove =