Mais um prazo do vale-alimentação descumprido

Valor de maio ainda não foi pago para novos beneficiados

Os servidores de Joinville que passaram a receber vale-alimentação a partir da greve de 2013 ainda não receberam o valor referente ao mês de maio. Após o fim da greve, este benefício demorou um mês para virar lei. Depois da aprovação do projeto, a Prefeitura já descumpriu três prazos.

O Sinsej considera a situação absurda. Sobretudo, depois do que a Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) fez ontem: pagar a diferença retroativa para os servidores que já recebiam o benefício antes e não depositar nada para quem passou a ter direito a partir desta greve.

Os valores retroativos de junho foram pagos a todos, com bastante atraso, em 12 e 13 de julho. Porém, ficou para trás o crédito de maio, que primeiramente a SGP relutou em pagar. Na reunião que aconteceu na última terça-feira (30/7) a secretária de gestão de pessoas, Rosane Bonessi, garantiu que este valor seria pago ontem, mas apenas a diferença de quem já recebia foi creditada. Os novos beneficiados ainda têm um mês cheio para receber.

Os diretores do sindicato protocolaram um ofício na Prefeitura hoje e estão buscando respostas, mas nada foi resolvido ainda. Para o Sinsej, a única atitude aceitável por parte do governo é o pagamento imediato do que é devido aos servidores.

Este novo descumprimento do prazo soma-se à demora na implementação dos demais acordos de greve e ao atraso da abertura da mesa de negociação permanente, que deveria discutir as reivindicações não atendidas com a greve.

Todos os servidores estão convocados a participarem da assembleia do dia 22 de agosto, às 19 horas, no Sinsej. Na oportunidade o cumprimento – ou não – dos acordos será avaliado. Se necessário, uma nova mobilização pode ser colocada em apreciação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =