Sinsej cobra pagamento em dia de abono

A greve de 12 dias em 2013 terminou com o compromisso da Prefeitura de Joinville em pagar um abono dia 20 de janeiro do ano seguinte. O valor se refere às perdas decorrentes do parcelamento imposto pelo Executivo para a reposição da inflação da época. O cálculo das perdas resultantes dessa medida constitui o valor do abono. Como projeção aproximada, o servidor pode calcular 20% do salário base de abril de 2013.

O Sinsej cobra o pagamento em dia do abono acordado na greve. Porém, a entidade também destaca sua posição contrária a qualquer tipo de parcelamento de reajuste acordado em campanha salarial. O sindicato entende esse tipo de ação como prejudicial para a categoria.

O impacto dessa medida na vida do trabalhador não pode ser menosprezado. Como ilustração, basta observar o próprio exemplo do dia 20 de janeiro. A quantia, longe de ser insignificante, representa o valor de trabalho subtraído do servidor pela Prefeitura durante o período de maio até agora. Esse dinheiro foi utilizado para outras despesas e não para o compromisso fundamental de garantir a melhoria do serviço público, expressa na valorização do servidor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro − três =