Prefeitura não ouve servidores do PA Norte

Os trabalhadores do Pronto Atendimento Norte de Joinville, que foi parcialmente interditado e será fechado por quatro meses para reformas, ainda não foram ouvidos pelo governo municipal.

Os servidores relatam que a notícia de fechamento os surpreendeu e que não houve nenhum diálogo sobre a transferência da equipe para as unidades Leste e Sul. Entre as questões que precisariam ser organizadas está o transporte, que irá gerar prejuízo financeiro caso fique sob a responsabilidade individual dos servidores. Também não foram discutidas as responsabilidades e escalas de trabalho destes funcionários nos novos locais, o que pode deixá-los subutilizados.

Para o Sinsej, a Prefeitura precisa abrir o diálogo com os servidores e cumprir o prazo estipulado da reforma. Os trabalhadores vêm denunciando problemas no prédio do PA Norte há anos e, de acordo com eles, houve falta de atenção dos governos. O sindicato está solicitando uma reunião entre a secretária da Saúde, Larissa Brandão, e os servidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + quinze =