Servidores de Garuva terão nova assembleia

No dia 13 de maio os servidores de Garuva voltam a se reunir em assembleia geral, às 19 horas, na sede da entidade (Avenida Celso Ramos, 1846 – sala 1). Mais uma vez o prefeito José Chaves ignorou a categoria e negociou a vida de centenas de famílias a portas fechadas com a Associação dos Servidores.

De acordo com anúncio feito na Câmara de Vereadores, ele quer conceder apenas a inflação, 8,28% (média do INPC/IPCA/IGPM), e reajustar o vale-alimentação dos atuais R$ 450 para R$ 488.

Os servidores têm uma pauta de reivindicações muito mais extensa e cobram o cumprimento do que foi prometido no ano passado.

Entre os pedidos deste ano estão ganho real de salário, vale-alimentação equiparado ao da Câmara de Vereadores, respeito do piso nacional dos agentes comunitários de saúde, transposição para o regime estatutário dos servidores da Estratégia Saúde da Família e adicional para os vigilantes. A Pauta completa já foi entregue ao prefeito.

Chaves age de acordo com a conveniência. Na posição de presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Nordeste de Santa Catarina (CIS Nordeste), ele já negociou com o Sinsej, concedendo ganho real de salário aos trabalhadores. No entanto, como prefeito de Garuva, ele não quer receber a entidade. Disso só podemos concluir que Chaves não quer reajustar o salário e melhorar as condições de trabalho dos servidores municipais.

Os servidores já conhecem o caminho. No ano passado, o prefeito só abriu negociações após um dia de paralisação. Só uma grande demonstração de força da categoria fará com que ele conceda o que é direito dos trabalhadores. Participe das atividades convocadas pelo Sinsej.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + treze =