Eles não usam Black-Tie

Filme nacional de 1981 é baseado na peça, de mesmo nome, de Gianfrancesco Guarnieri.  A história retrata o cotidiano de operários de uma metalúrgica que lutam contra as demissões e outros abusos impostos pelo patrão. Enquanto isso, mostra a realidade que estes trabalhadores enfrentam com as suas famílias. A vida precária e o medo são constantes.

Na firma, diversos grupos começam a se formar. Alguns querem greve, outros acreditam que é hora de esperar e há ainda os que não apoiam de qualquer forma um movimento grevista. Entre os líderes dos trabalhadores está Otávio (Gianfrancesco Guarnieri). Pai de Tião (Carlos Alberto Riccelli), Otávio foi preso durante a ditadura, mas continua a acreditar na unidade e organização dos trabalhadores. Seu filho, entretanto, não divide das mesmas opiniões. Sua preocupação é com a família que irá formar com sua namorada que está grávida.

Quando a greve eclode, Tião não adere. Otávio, por outro lado, novamente é preso. O conflito existe em diversas formas: entre polícia e grevistas, grevistas e não grevistas e pai e filho. A realidade, atualmente, pode ser um pouco menos crítica que aquela do início dos anos 1980, mas a tensão, os medos, angústias e opressão ainda são atuais. Especialmente num momento de greve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + dezesseis =