Comissão da Educação discute Lei da Mordaça

Na próxima terça-feira (9/8), às 16 horas, a Comissão de Educação de Joinville volta a discutir o projeto de lei 221/2014, que institui a Lei da Mordaça. O Sinsej, em parceria com movimentos sociais, sindicais e estudantis da cidade, convida todos os servidores a participarem, declarando seu desacordo com essa tentativa de calar os professores. O projeto é de autoria da vereadora Leia e já teve parecer contrário do Conselho Municipal da Educação e do Jurídico da Câmara de Vereadores.

Em todo o Brasil, a Organização Não Governamental (ONG) Escola Sem Partido busca criar projetos que calem os professores, sob o falso pretexto de impedir a “doutrinação ideológica”. No entanto, a aprovação de propostas como essa servirá somente para impedir a abordagem de conteúdos importantes em todas as áreas do conhecimento e o desenvolvimento de uma geração crítica.

O Sinsej integra a campanha “Contra a Lei da Mordaça” lançada nacionalmente pela organização de juventude Liberdade e Luta e apoiada, em Joinville, pelo Sindicado dos Trabalhadores em Educação – Sinte/Regional Joinville, União Joinvilense de Estudantes Secundaristas, DCE do Ielusc Florestan Fernandes, Associação de Moradores do Adhemar Garcia, Centro de Direitos Humanos Maria da Graça Braz e Partido Socialismo e Liberdade. Vários outros movimentos sociais, professores universitários e representantes religiosos também estão se manifestando contra o projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =