Alerta aos servidores de Itapoá

O Sinsej recebeu hoje (18/8) denúncias de que algumas chefias estariam ameaçando os servidores de Itapoá para que não aderissem à greve, que inicia na segunda (22/8). Diante disso, o sindicato alerta a categoria a permanecer unida e organizada para a luta. “Isso tudo não passa de uma tentativa fraca de barrar um movimento legítimo. Nossa negociação é com o prefeito da cidade, não com chefias imediatas que nada podem resolver”, disse a presidente do Sinsej, Mara Lúcia Tavares.

Até o momento não houve nenhuma proposta da parte da Prefeitura. O prefeito em exercício, Josênio Vieira Bernardi, agendou para amanhã (19/8), às 11 horas, uma reunião com a diretoria do sindicato. “Estamos abertos à negociação e esperamos que as pendências com os servidores sejam resolvidas para que todos possam continuar desempenhando o seu trabalho”, explicou Mara.

A categoria deve permanecer atenta e comunicar ao sindicato qualquer abuso de poder ou assédio moral. O direito de greve é garantido pela Constituição Federal a todo trabalhador e deve ser respeitado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × 5 =