Servidores de Joinville decretam greve a partir desta terça (18)

Os servidores públicos de Joinville decretaram, na tarde de hoje em Assembleia, greve a partir de amanhã (18) até que o prefeito atenda às reivindicações da categoria. Reunidos na Câmara de Vereadores, no que está sendo considerada a maior mobilização da história recente da categoria, a decisão foi uma resposta ao descaso do prefeito em protelar a abertura da mesa de negociação da Campanha Salarial que, por ser ano eleitoral, deve ser antecipada para que seu desfecho não ultrapasse o prazo de 6 de abril.

A categoria luta ainda contra dois Projetos de Lei Complementares de iniciativa do prefeito Udo Döhler (MDB). Enquanto o PLC 051/2019 extingue cargos na educação e cria outros 30 em gratificação, o PLC 003/2020 aumenta o alíquota paga pelos servidores ao Ipreville de 11% para 14%.
Unidos e seguros quanto à decisão de decretar greve, a categoria deixa claro que a valorização que merecem passa também pela imediata realização de concurso público.

Uma nova assembleia está prevista para a próxima quarta-feira (19) às 9h em frente a prefeitura.
Enquanto perdurar o desrespeito do prefeito a categoria não irá se calar. O grito de “é greve, é greve, é greve até que Udo Döhler pague tudo que nos deve” deverá ecoar em cada local de trabalho a partir de amanhã pela manhã.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − nove =