BOLSONARO QUER ACABAR COM PROGRAMAS E SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL DO SUS

Como se não bastasse o menosprezo à pandemia que já matou mais de 177 mil brasileiros, agora o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pretende dar mais um grave golpe na saúde da população. Segundo o jornalista Guilherme Amado da revista Época o presidente irá promover um “revogaço” de mais de 100 portarias do Ministério da Saúde sobre saúde mental editadas entre 1991 a 2014.

A atitude irresponsável de Bolsonaro atingirá programas e serviços do SUS que são de extrema importância para a população que precisa desse tipo de acesso, ocasionando um desmonte da assistência psiquiátrica hospitalar no SUS. Isso tudo em meio a uma crise história da saúde mundial causada pela Covid-19 e durante o recesso do STF e o Congresso Nacional, o que irá dificultar eventuais reações e questionamentos sobre a revogação.

Não podemos permitir este desmonte que deixará milhares de brasileiros à margem do acesso gratuito à cura. Em uma absurda busca pela privatização do Estado, este governo quer levar o caos, a fome e a morte para a população mais carente. Enquanto inaugura exposição das roupas que ele e Michelle usaram na posse, Bolsonaro condena o povo à miséria com mais e mais decisões que só beneficiam os ricos e a elite. Uma sociedade justa e inclusiva só é possível com serviço público, gratuito e de qualidade. Por isso a direção do Sinsej segue firme na defesa intransigente de um Estado forte porque quando tudo for privatizado, o povo será privado de tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =