Ameaça de demissões na Tupy

A Tupy de Joinville ameaça demitir dez por cento de seus trabalhadores, o que significa cerca de 800 pessoas no olho da rua. O motivo é a crise econômica que afeta Europa e os Estados Unidos. Isso porque a empresa tem cerca de 50% do seu faturamento no mercado externo. Se as coisas não melhorarem logo nos países compradores, a ameaça pode se tornar realidade nas próximas semanas.

Voltaram para as linhas de produção, nesta semana, uma parte dos quase mil e quatrocentos trabalhadores que estavam em férias coletivas. A empresa alega que o motivo das férias fora de hora foi a geração de estoque resultado da retração do mercado interno. As linhas que tiveram seus quadros temporariamente reduzidos são as de perfis, conexões e peças para veículos comerciais. O segundo grupo que ainda está de férias coletivas volta à produção no dia oito de agosto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze + 11 =